Conselhos

Corrida de longa distância e baixo nível de açúcar no sangue


Um dos maiores temores dos corredores de longa distância é "bater na parede" ou "bater forte". Esses termos são usados ​​para descrever o ponto durante uma corrida em que o corpo de um atleta experimenta uma queda extrema de açúcar no sangue, o que a deixa se sentindo cansada, fraca, incapaz de pensar e, em alguns casos, resulta em colapso físico total. Não é apenas uma sensação horrível que pode arruinar qualquer sessão ou corrida de treinamento, mas também pode ser perigoso. Tome precauções com nutrição adequada para se manter saudável e evitar falhas de açúcar no sangue.

Hipoglicemia

O termo médico para bonking é hipoglicemia, uma condição caracterizada por glicemia no sangue anormalmente baixa. Embora seja comumente associada ao diabetes, a hipoglicemia não é uma doença, mas uma indicação de um problema de saúde. A fonte preferida de energia do corpo é o glicogênio, que é a glicose formada a partir de carboidratos armazenados nos músculos e fígado do corpo. O glicogênio é liberado na corrente sanguínea para fornecer energia durante a atividade. A maioria dos corredores à distância tem entre 2.000 e 2.200 calorias em glicogênio em seus corpos, mas uma vez esgotados, são forçados a confiar na gordura para obter energia. Enquanto a gordura é uma rica fonte de combustível, seu corpo a converte em energia a uma taxa muito mais lenta. É quando os sintomas de hipoglicemia se manifestam.

Perigos e tratamento

Se não tratada, a hipoglicemia é potencialmente perigosa. Seu cérebro precisa de glicose para funcionar, e sem ela, você pode experimentar névoa mental, confusão, emoções extremas ou inconsciência. Se detectado a tempo, o tratamento para hipoglicemia é bastante simples para um adulto saudável. Consumir açúcares simples que são imediatamente processados ​​e liberados na corrente sanguínea, como tabletes de doces, suco ou glicose, proporcionará um alívio quase instantâneo. Se não conseguir tomar nada por via oral, porque os sintomas ficaram muito graves, pode ser necessário tomar uma dose de glucagon ou glicose intravenosa. Se sentir os sintomas da hipoglicemia, interrompa a atividade imediatamente e procure atendimento médico, se necessário.

Abastecendo

A chave para superar a barreira proverbial é a prevenção. Abastecer adequadamente os carboidratos antes de uma corrida geralmente pode impedir a acumulação, a menos que a corrida seja excessivamente longa. O corpo de todo mundo é diferente, por isso pode levar algumas tentativas e erros para descobrir sua fórmula perfeita para abastecer. Geralmente, é aconselhável que atletas distantes consumam uma dieta de 55 a 65% de carboidratos para fornecer a energia necessária. Evite alimentos gordurosos antes do exercício, pois isso pode retardar a digestão dos carboidratos. Durante corridas com duração superior a uma hora, pode ser útil ingerir géis, barras energéticas ou bebidas com carboidratos. Apenas 20 gramas de carboidratos podem aumentar rapidamente o açúcar no sangue durante uma corrida.

Precauções e Sugestões

Converse com seu médico antes de iniciar um novo programa de exercícios. Se você é diabético ou tem um histórico de hipoglicemia, fique atento para evitar falhas de açúcar no sangue. Carregue uma fonte rápida de açúcar durante as corridas, como guias de glicose, para capturar gotas de açúcar antes que elas se tornem graves.

Recursos